Notícias
Golpes envolvendo PIX

Golpes envolvendo PIX

As recomendações com relação às transações PIX são, em geral, as mesmas para proteger o acesso a serviços financeiros já utilizados, como TED e DOC.

Não entre em sites ou instale no celular aplicativos desconhecidos;

Não há sites ou aplicativos do Banco Central ou do Pix criados exclusivamente para cadastramento das chaves, nem para a realização das transações Pix;

O cadastramento das chaves é realizado em ambiente logado no aplicativo ou site da sua instituição de relacionamento, o mesmo que já é utilizado para as demais transações financeiras, como consultar saldo, fazer transferências ou tomar dinheiro emprestado;

O cadastramento das chaves requer o consentimento do cliente e para cadastrar a chave Pix é feita uma validação em duas etapas. O cadastro do número de celular ou do e-mail como chave Pix depende da confirmação por meio de um código que será enviado, por exemplo, por SMS ou para o e-mail informado.

Já o CPF/CNPJ só pode ser usado como chave se estiver vinculado à conta, informação necessária no momento de sua abertura, comprovada por meio de documento.

Se o usuário tem dúvidas, procure se informar através do site da sua instituição de relacionamento.

Não há prazo para o cadastramento das chaves, começou em 05/10 e estará sempre disponível.

Caso tenha sido vítima, o que fazer:

  • 1) Reunir toda documentação da transação (extratos, comprovantes, etc)
  • 2) Registre um Boletim de Ocorrência Eletrônico através do site da Delegacia Eletrônica https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br na opção OUTROS CRIMES ou registre os fatos presencialmente no Distrito Policial mais próximo da residência.
  • 3) Cientificar o prestador de serviço de pagamento para eventual ressarcimento, após análise dos documentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *