Notícias
Golpe do falso leilão ou falso empréstimo

Golpe do falso leilão ou falso empréstimo

O golpe ocorre da seguinte forma:

O Golpe do Falso Leilão trata-se de crime praticado pela internet, no qual o estelionatário cria um site falso, contendo fotografias de veículo para simular um leilão online. Após efetuar o lance, a vítima recebe a informação de que venceu o leilão e recebe um termo de arrematação, contendo instruções para a retirada do veículo e pagamento. Após transferir o valor para a conta indicada no termo de arrematação, a vítima não consegue mais nenhuma forma de contato com a empresa que realizava o leilão, quando percebe que caiu em um “golpe”.

Os falsos sites de leilão podem possuir informações de Leiloeiro que já atua no mercado, sem que ele tenha conhecimento de que seus dados estejam sendo utilizados indevidamente. As informações contidas nos sites falsos e os procedimentos adotados pela empresa durante o leilão induzem a vítima a acreditar que está realizando uma transação legítima. Assim como nos casos dos falsos sites de comércio eletrônicos, os preços baixos dos veículos leiloados atraem as vítimas.

Como evitar o golpe:
Algumas dicas são indispensáveis para que possamos ter a certeza que estamos fazendo uma compra legítima, com segurança:

  • a) Procure utilizar terminais (computador, smartphone, tablet) que sejam seguros;
  • b) Leia atentamente as informações contidas no site e do veículo que deseja arrematar. Normalmente sites fraudulentos podem conter erros de português e erros nas especificações técnicas do veículo leiloado.
  • c) Pesquise o CNPJ e do endereço informados junto ao site;
  • d) Desconfie de preços muito baixos e faça uma pesquisa em relação ao veículo que deseja arrematar;
  • e) Realize pesquisas na internet para obter informações a respeito da reputação do site. Essas informações podem ser obtidas através do Reclame Aqui ou de redes sociais. É possível ainda verificar a lista de sites reprovados, disponibilizada pelo Procon (https://aplicacao.mpmg.mp.br/ouvidoria/service/procon);
  • f) Verifique se o site é seguro, localizando o ícone de um cadeado, ao lado do endereço do site (URL). Ao clicar no cadeado, será exibido o certificado de segurança da página;
  • g) Confira para quem o pagamento está sendo realizado. No termo de arrematação, a conta bancária informada para a transferência deve estar em nome do Leiloeiro. Não efetue o pagamento, caso haja qualquer divergência;
  • h) Evite clicar em links que direcionam a navegação diretamente ao site de leilão online. Ao invés disso, prefira digitar o endereço do site (URL) junto à barra de endereço de seu navegador.

Atenção: os sites fraudulentos geralmente possuem o endereço muito semelhante ao site verdadeiro, sendo modificado de forma quase imperceptível, portanto, verifique atentamente o endereço a fim de se certificar se o site em que está se conectando é o site verdadeiro.

Caso tenha sido vítima, o que fazer:

  • a) Verifique se o site ainda está ativo e copie seu endereço (URL);
  • b) Faça um print da página e do produto anunciado;
  • c) Providencie uma cópia do termo de arrematação, boleto ou dados bancários utilizados para o pagamento, bem como do comprovante do pagamento;
  • d) Em posse de todas essas informações, procure a Delegacia de Polícia mais próxima de sua casa ou registre um Boletim de Ocorrência Eletrônico através do site da Delegacia Eletrônica https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br/sxgn/
    home na opção OUTROS CRIMES.

Importante: Realize contato com a instituição bancária utilizada para efetuar o pagamento, para verificar a possibilidade de bloquear o valor na conta beneficiada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *